clandestino

Pra começar, Adoro MUITO Manu Chao.

Mas me identifico demais com essa música. Me sinto clandestina, só que no meu país. Cidadã sem nação, por não “portar papel”. Ilegal por condição, sustentando um país que não me dá suporte.

Sozinho vou com minha dor
Escolho minha sentença
Correr é meu destino
Para escapar da lei

Perdido no coração
Da grande babilônia
Me chamam de clandestino
Por não ter identidade

Pra uma cidade do norte
Eu parti para trabalhar
Minha vida lá deixei
Entre Celta e Gibraltar

Sou uma arraia no mar
Fantasma da cidade
Minha vida é proibida
Disse a autoridade

Sozinho vou com minha dor
Escolho minha sentença
Correr é meu destino
Para escapar da lei

Perdido no coração
Da grande babilônia
Me chamam de clandestino
Eu sou o “Quebra Lei”

Mano Negra clandestina
Peruano clandestino
Africano clandestino
Marijuana ilegal

Sozinho vou com minha dor
Escolho minha sentença
Correr é meu destino
Para escapar da lei

Perdido no coração
Da grande babilônia
Me chamam de clandestino
Por não ter identidade

Argelino clandestino
Nigeriano clandestino
Boliviano clandestino
Mano Negra ilegal

  manu-chao_001373_MainPicture

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: