a voz

edsoncordeiro4Edson Cordeiro é uma figura querida na música brasileira e no cenário GLS. Sua história de vida, recheada de momentos bizarros como sua expulsão de casa, os assédios sexuais que sofria quando era evangélico dentro da  própria congregação mistura-se a sua descoberta inusitada como cantor num dos calçadões do centro de SP e sua consequente escalada como cantor raro dono de uma voz privilegiada.
Edson, como é próprio de pessoas que foram hostilizadas pela diferença, demorou um pouco até assumir sua orientação homosexual. Indícios haviam, mas o próprio artista preferia ficar enrustido na segura condição de ser andrógino e exótico.
Até que,  presença constante na cena underground gay, Edson percebeu o carinho, respeito e admiração das pessoas que, mais do que gostarem de sua arte, viam-no como porta-voz de uma nova atitude cultural de caráter “mix”; De alguém que transitava livremente entre gêneros musicais e comportamentais.
Essa percepção foi decisiva para seu engajamneto na causa gay. Edson tornou-se o cantor oficial da Parada Gay de SP  abrindo o evento com  uma interpretação “à capella” do Hino Nacional Brasileiro
Daí pra frente, sua carreira deslanchou. Parceiro de estrelas como Cássia Eller e Ney Matogrosso, Edson se aventurou pela música pop, por experimentalismos eletrônicos, pela mpb clássica e mais tarde, retornou amadurecido para o repertório erudito que o tornou reconhecido como intéprete de qualidade em países exigentes como a Alemanha.
Seus últimos trabalhos, um álbum dedicado ao repertório específico à sua voz de contratenor e uma parceria com um grupo de Jazz, KLAZZbrothers, são resgistros precisos e emocionantes de suas ínumeras qualidades.
Edson Cordeiro: a tradução cristalina do nosso grito de prazer, liberdade e beleza.
edsoncordeiro4Edson Cordeiro é uma figura querida na música brasileira e no cenário GLS.
Sua história de vida, recheada de momentos bizarros como sua expulsão de casa, os assédios sexuais que sofria quando era evangélico dentro da  própria congregação mistura-se a sua descoberta inusitada como cantor num dos calçadões do centro de SP e sua consequente escalada como cantor raro dono de uma voz privilegiada.
Edson, como é próprio de pessoas que foram hostilizadas pela diferença, demorou  até assumir sua orientação homosexual. Indícios haviam, mas o próprio artista preferia ficar enrustido na segura condição de ser andrógino e exótico.
Até que,  presença constante na cena underground gay, Edson percebeu o carinho, respeito e admiração das pessoas que, mais do que gostarem de sua arte, viam-no como porta-voz de uma nova atitude cultural de caráter “mix”; De alguém que transitava livremente entre gêneros musicais e comportamentais.
Essa percepção foi decisiva para seu engajamento na causa gay. Edson tornou-se o cantor oficial da Parada Gay de SP  abrindo o evento com  uma interpretação “à capella” do Hino Nacional Brasileiro
Daí pra frente, sua carreira deslanchou. Parceiro de estrelas como Cássia Eller e Ney Matogrosso, Edson se aventurou pela música pop, por experimentalismos eletrônicos, pela mpb clássica e mais tarde, retornou amadurecido para o repertório erudito que o tornou reconhecido como intérprete de qualidade em países exigentes como a Alemanha.
Seus últimos trabalhos, um álbum dedicado ao repertório específico à sua voz de contratenor e uma parceria com um grupo de Jazz, KLAZZ Brothers, são registros precisos e emocionantes de suas ínumeras qualidades.
Edson Cordeiro: a tradução cristalina do nosso grito de prazer, liberdade e beleza.
.

B000BGFN82.01._SCMZZZZZZZ_
parte 1

parte 2
2007klazzbroedsoncordeiro

download

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: