porque o outing é fundamental

outragePosterUm dos filmes mais polêmicos e importantes de 2009 será, com certeza,  “Outrage”, documentário do diretor Kirby Dick, autor de “Twist of Faith” indicado ao Oscar  em 2004 e que tratava da pedofilia da ICAR nos EUA. Este agora é sobre   sobre os políticos conservadores no armário na capital americana. São pessoas que posam de homofóbicos, mas nos bastidores exercem práticas homossexuais. O documentário poupa o rosto dos políticos mas vai contando a história de um por um, de modo que ao fim todos estão desmascarados.

O filme mostra a verdadeira e necessária prática do  outing, quando gays militantes  “tiram do armário”  homossexuais enrustidos. Nesse caso, parlamentares gays  norte-americanos que votam contra os interesses da própria comunidade gay. O documentário investiga ainda a vida secreta desses políticos. Um dos alvos é o atual governador da Flórida, Charlie Crist.

O foco do documentário é a hipocrisia que existe principalmente entre políticos republicanos conservadores que, repetidamente, votaram contra as leis que legalizariam o casamento gay, a adoção de crianças por casais do mesmo sexo e as que protegeriam os gays contra os crimes de ódio. O documentário ainda busca desvendar o quanto a mídia é cúmplice desses políticos.

“Outrage”, é um substantivo em inglês que poderia ser traduzido como ultraje, tudo aquilo que provoca indignação, repúdio, horror e ofensa.  São revelados quem são os políticos gays que escondem sua orientação sexual e, do armário, comandam campanhas conservadoras contra gays e lésbicas nos Estados Unidos, votando contra os seus.

kirby_imgAs platéias, que já assistiram ao filme (sua estréia foi dia 8 de maio nos Estados Unidos)  saem do cinema impressionadas com a hipocrisia de políticos  que não medem esforços para impedir a aprovação de direitos civis de gays e lésbicas. “-  As pessoas chegam ao cinema pensando: mas afinal, o que temos a ver com o que os políticos fazem na cama? e  terminam chocadas com o comportamento destes políticos, gays enrustidos,  que agem contra os direitos civis de gays e lésbicas, enquanto fazem sexo anônimo nos banheiros. É gente que, por medo de se assumir e com a autoestima em baixa, transforma a vida dos homossexuais dos EUA num inferno. Isso é inaceitável e indigno, por isso decidi chamar o filme assim”, conta Kirby Dick  (que é hetero,diga-se de passgem)

O que “Outrage” mostra, nas palavras do próprio Dick, são “personagens shakesperianos”, gente que, em troca de uma carreira política e do poder, é capaz de viver vidas duplas, trair suas esposas, satisfazer instintos em encontros fortuitos em banheiros públicos ou bares gays no meio do nada.     E este é o trunfo e o espetáculo do documentário, muito apropriadamente chamado, pelo jornal “The Washington Post” de “pesadelo de relações públicas para os políticos americanos no armário”.

Anúncios

Uma resposta to “porque o outing é fundamental”

  1. Jisuis Says:

    Em verdade, em verdade, eu vos digo não se tem nada a ver com a vida sexual do político… mas com a demagogia moral, que escarra no discurso ético e arrota hipocrisia e falsidade com o patrocínio do SEU IMPOSTO e com a certeza do SEU AVAL na privada, digo, urna… bem… com isto se tem sim… e muito.
    Até para mostrar ao homofóbico votante de plantão que sua cegueira é tanta que é incapaz de identificar hipócritas no mesmo tom…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: