big eden

big_edenParece que no percurso de cada homossexual, em maior ou menor intensidade, existe sempre o momento que abdicamos de algo. Deixamos para trás episódios ou pessoas que são importantes e pelas quais nutrimos afeto mas, por qualquer um dos incontáveis motivos, não conseguimos partilhar.

Este “eterno partir” , que não necessariamente significa uma ação real (muitas vezes nos afastamos do que convivemos) é um traço comum que encontramos em relatos verídicos ou imaginários.

A vontade de recuperar o que deixamos no passado, de  refazer  este ou aquele momento incompleto,  faz com que nossas histórias sempre tenham um quê de nostalgia, de felicidade “por um triz”.

moviepic03 Esse é o tema de “Big Edem”. uma filme de 2000 realizado por Thomas Bezucha (o mesmo diretor de The Family Stone). Um artista plástico nova iorquino precisa voltar à sua cidade natal para cuidar do avô adoecido.

A cidade , metaforicamente chamada de “Big Eden”, é onde ficaram suas questões inconclusas. Especialmente seu amor por um amigo que, entre viver um romance com outro homem e seguir o curso normatizado da vida, preferiu a segunda opção.

moviepic02

moviepic08

moviepic05Na cidade também estão outros personagens com histórias interrompidas. Dentre eles, um descendente  indígena que guarda seu amor ( e seus desejos) justamente para aquele que fugiu dos seus. Uma teia de sentimentos que, invariavelmente, nos enredamos no transcorrer da vida ainda que às vezes não percebemos.

O filme,  de maneira singela e romãntica, coloca uma “lupa” e amplia essas sistuações a ponto delas se cruzarem de fato. Não sem antes surgirem momentos de confusões, dúvidas e comicidade.

moviepic09 moviepic18
moviepic20 moviepic19

Big Eden, miniaturizando esse emaranhado de situações. consegue um feito raro e valioso como obra cinematográfica: universalizar seu enredo e alcançar qualquer um de nós.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Thumbnail via WebSnapr: http://www.bigeden.com/home.htmlimages

Anúncios

5 Respostas to “big eden”

  1. Luiz, seu texto me cativou mais que o trailer, hahaha. Fiquei curioso, vou procurar o filme. Bjão.

    • Luiz Claudio Says:

      Luiz, acho que meu texto, como é do meu estilo, induz o leitor a uma certa melancolia e o trailer por conta da trilha usada ficou com um aspecto picaresco. Mas isso é apenas um dos lados do filme pois ele é uma tragicomédia. Ele, o filme, é lírico também. Não é uma “xaropada” (ainda bem!) mas tem seus momentos ternos. Não saiu em DVD na Favelãndia (óbvio) mas soube que já passou na TV paga. Quem sabe alguma alma caridosa tenha uma cópia extraída da TV? abraços fraternos:)

  2. Alfredo Says:

    Que corpinho de passeio é esse do “amigo”, heim?

    Fiquei com a mesma cara do Henry, quando ele tira a camisa.

    Big Edem tem uma ótima academia…espetáculo kkkk

  3. gabicallari Says:

    Alma coridosa chegandooooo!!!

    Útimo filme da página e com legendas, claaaaaro:

    http://universodafenix.blogspot.com/search/label/Filmes%20Gays?updated-max=2009-07-01T17%3A20%3A00-03%3A00&max-results=20

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: