pílula mágica

 leia ouvindo

 

pilulas_thumb.jpgSegunda-feira. 6h. Seu celular desperta. Mesmo tendo ido dormir 2:35h você acorda se sentindo incrivelmente disposto. Toma banho. Toma café. Vai para academia. Não pega trânsito.

No supino, você levanta mais peso que de costume, a caminho do trabalho, uma gostosa te dá uma cantada, seu chefe comunica numa reunião inesperada que você foi promovido, você volta para casa e, diferente do que acontece normalmente, não pega trânsito e quando chega em casa, sua vizinha lhe oferece uma torta de frango feita especialmente para você.

Para uma segunda-feira, o dia está perfeito.

Você liga a TV, e no jornal, assiste uma notícia perturbadora: um novo medicamento, já testado e comprovado, têm 99% de eficácia para mudar a orientação sexual de qualquer indivíduo.

Num flash, você repassa todo o seu dia, lembra-se como foi especial e perfeito. Lembra-se da disposição que você acordou pela manhã, lembra-se do supino, da gostosa, da promoção, do trânsito, da torta de frango e novamente está diante da notícia: medicamento já testado e comprovado, têm 99% de eficácia para mudar a orientação sexual de qualquer indivíduo.

E não é só isso: o laboratório (que recentemente houve uma especulação estar envolvido com organizações religiosas) está distribuindo tal medicamento gratuitamente.

99% eficaz, gratuito, sem efeitos colaterais, uma única pílula e sua orientação sexual será mudada.

Você é acometido por outro flash e se lembra da infância, dos colegas de bairro tirando sarro porque você não sabia jogar futebol, da escola quando você apanhava porque não sabia se defender, de seus pais olhando torto quando você comprou a primeira baby look, dos colegas de trabalho fazendo piadinhas quando você apareceu com uma bolsa tiracolo, do cara casado por quem você se apaixonou sem nunca ter sido correspondido, se lembra que não podia falar como foi incrível seu final de semana com o cara por quem você estava apaixonado, da surra que levou a caminho da balada por um grupo de sei lá do que.

E a notícia como que congelada na tela: um novo medicamento, já testado e comprovado, têm 99% de eficácia para mudar a orientação sexual de qualquer indivíduo. Você fica estupefato. Fecha os olhos vagarosamente e quando abre, vê na tela da TV a imagem da pílula mágica. É como se você pudesse tocá-la. Agora, tudo depende de você.

Uma voz inaudível ressoa intumescendo sua mente: pílula mágica, Pílula Mágica, PÍLULA MÁGICA…

Você se volta à TV e a matéria é finalizada com uma pergunta: pílula mágica, você tomaria?

Certamente, todos nós já pensamos em como seriam nossas vidas se tivéssemos outra orientação sexual. Seríamos mais felizes? A vida seria mais fácil? Namoraríamos aquela gostosinha da faculdade? Seríamos casados? Teríamos filhos? A relação familiar seria melhor? Tudo seria simplesmente mais leve?

Já me fiz estas perguntas. Já me perguntei se tomaria a pílula mágica, caso existisse.

407254425_fe16955fb1 A minha resposta se baseia no modo como enxergo meu estilo de vida. Adoro não ser obrigado a tratar sempre como uma donzela a ser cortejada a pessoa que gosto. Curto demais poder ser direto e simplesmente perguntar “vamos trepar?” Adoro poder dizer que acho lindo um disco de jazz sem receio de parecer delicado. Acho demais quando domino outro cara e com um sorriso cínico pergunto: está curtindo? E é bom também quando recebo um sorrisinho desse. É fantástico poder observar que as pessoas são diferentes e, com absoluta compreensão, respeitar o outro. E é muito bacana pagar o cinema, não porque essa é a atitude socialmente esperada, mas porque você tem prazer em estar com a pessoa.

Não, não tomaria a pílula mágica. Adoro minha vida e não a trocaria por nada. Não creio que atingir o plano de felicidade, seja em casa, no trabalho, entre amigos, no amor, no sexo, dependa minimamente da orientação sexual. Basta observar as pessoas a nossa volta.

Não, não tomaria a pílula mágica. E você?

Anúncios

11 Respostas to “pílula mágica”

  1. Marcelo Sobral Says:

    Nossa… essa pílula representaria a negação de tudo o que eu vivi, de minha personalidade, da minha história. Acho qe um gay adulto, formado e consciente jamais tomaria essa pílula, pois ela representaria sua negação, sua rejeição ao que vc é hoje, talvez um garoto (a) que estivesse na fase de descoberta da libido se assustaria e tomaria.

    Tomar essa pílula seria passar recibo de que minha homossexualidade é uma doença, seria dar razão ao que todos os homofóbicos falam, inclusive validariam a”escolha” de orientação.

  2. Alfredo Says:

    Imagina…essa pílula não me daria a vivência de um hétero.

    Eu seria um gay que passaria a sentir atração pelo sexo oposto.

    Pra quê eu iria querer uma orientação sexual incoerente com a minha personalidade e com a minha história?

    Não, obrigado.

  3. Não tomaria jamais!!!!!!!!!!!!!!!! Nossa, nem por um segundo essa dúvida paira sobre minha cabeça!

  4. gabicallari Says:

    Após 20 anos tentando me enquadrar na sociedade, me atrair pelo sexo oposto, ter a “coragem” de assumir uma parte de mim não só para mim mesmo, mas para a sociedade como um todo e, principalmente à princípio para familiares. Mesmo assim, em momento algum tiver vergonha de ser homossexual ou mesmo vontade de ser hetero.
    Hoje, aos 23 anos, sou exatamente completo, tudo o que sempre quis, batalhei, conquistei meu espaço, o respeito dos outros e com dignidade ando de cabeça erguida pelas ruas, pelo serviço, pela faculdade, sem a menor vergonha de ser quem sou, sem ao menos me sentir diminuído. Ah, não….pílula mágica seria acreditar que vivo algo errado. Mesmo sendo em alguns momentos mais difícil do que para os heteros, amo ser como sou e principalmente que sou. E, amo inclusive, estar com outro homem, principalmente o que amo. Logo, NÃO, não tomaria pílula alguma para apenas me enquadrar nessa sociedade que pressiona os mais “diferentes”. Sou muito feliz como sou e extremamente realizado com o que já conquistei. Amo ser gay em todos os sentidos e não apenas no sexual. :D

    • Alfredo Says:

      Ser hétero tbm é difícil…tá pensando que não kkkk

      Uma orientação sexual só apresenta dificuldades quando não se está em total sintonia com ela.

  5. Olá. Depois de uma semana bastante chateado, lendo várias matérias e comentários homofóbicos por parte de lideres evangélicos, me deparo com esse blog cheio de comentarios inteligentes. Legal ver que tem resistencia contra a homofobia. Grande abraço, Caio (jornalista, 25 anos)

  6. […] muito bonitos. Falam bem sobre sermos o que somos. Aproveita e dá uma lida no texto do Renato: pílula mágica. Vale a […]

  7. Simplesmente… Absurdo! Minha sexualidade, hoje, já está muito bem definida. Se fosse nos meus tempos de conflito e inexperiência total, eu, provavelmente pensaria no assunto como uma fuga! Fuga pra lugar nehum!!!

  8. Leonardo Says:

    Amigos, acabo de ler a entrevista da psicóloga Rozangela Justos (que afirma curar homossexuais) para a Veja. Nesta, ela compara o movimento gay ao nazismo (entre outros absurdos). Convido a todos a enviar uma mensagem para veja@abril.com.br manifestando repudio a essa senhora. Esses fanaticos evangelicos já estão no congresso e nos consultórios médicos, vamos nos manifestar antes das coisas piorarem ainda mais.

  9. Não estou conseguindo chegar a este endereço da Veja, nem a matéria na pesquisa.

  10. Oiiii….

    Eu não tomaria tmb não! Seria como negar como eu sou, né? Sem contar que eu adoro ser assim, acho que nós somos tão privilegiados, pois, automaticamente, criamos uma visão diferenciada de ver o mundo… É tão engraçado ver meus amigos heteros sofrendo para transar com uma mulher enquanto nós não temos problemas quanto a isso, assim como vc mesmo disse no post…rs O mundo perderia a graça se fossemos todos iguais… não haveria evolução né?! Vive la differénce!

    Você já disse tudo aqui: Não creio que atingir o plano de felicidade, seja em casa, no trabalho, entre amigos, no amor, no sexo, dependa minimamente da orientação sexual. Basta observar as pessoas a nossa volta.

    Mas se alguém achar que será feliz tomando a pílula e quiser fazê-lo conciente, por que não?!

    Parabéns pelo post.. tá ótimo! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: