imprensa gay?

Sem nehuma publicação dedicada ao segmento homossexual feminino ou ao público trans a imprensa gay, excetuando o mercado editorial,as restritas publicações acadêmicas e os blogs e sites, está limitado a poucas revistas de tiragem regular, exclusivas para gays masculinos. E, mesmo assim, com pouquíssimas diferenças de forma e conteúdo entre elas.

Sinal que nosso ambiente informacional e de inter-relação com a sociedade e seu cotidiano, o qual já teve exemplos importantes como “Lampião da Esquina”, “Um Outro Olhar” e “Sui Generis”, retrocedeu a um viés monocórdio e perigosamente definidor de um padrão e ,consequentemente, de um imaginário gay.Tanto para nós  quanto para o público em geral.

As outras experiências recentes já extintas (Ok Magazine, Gold, Duo Magazine e Uber,entre as mais conhecidas) não destoaram muito dessa fórmula.

O único jornal, o paulistano “O Abalo”, é uma experiência anacrônica e calcada no colunismo social ultrapassado misturado com um mínimo de consciência sobre direitos GLBTT. Sobrevive graças a um volume de classificados de empreendimentos comerciais do gueto (boates, saunas,etc) que ocupam quase a totalidade das páginas que não recebem nenhum tratamento gráfico, revisional ou editorial.

No entanto, apesar de todas essas deficiências, ainda é o que temos em termos de uma memória, conhecimento e  informação sobre o meio homossexual brasileiro atual. Um retrato irregular como irregular ainda é nossa dinâmica, ações e posicionamentos enquanto grupo social.

GM aime capaJr
capa24 DOM     lado a 
Anúncios

3 Respostas to “imprensa gay?”

  1. Perfeito Cláudio. “perigosamente definidor de um padrão e ,consequentemente, de um imaginário gay.” E acrescento, excludente, óbvio. Faço analogia ao fato de não gostar de futebol e carnaval, e consequentemente, não me sentir tão brasileiro quanto gostaria.
    Não ligo e não sei absolutamente nada sobre moda, não conheço e não vejo graça nessa apologia dos dj’s, e por aí vai. Óbvio que não sou menos gay que ninguém, mas corro o risco de me sentir menos incluído do que gostaria.

  2. Jisuis Says:

    Em resumo:

    cadê a diversidade da diversidade?????

  3. […] o Luiz Claudio Lins, ótimo blogueiro do Homofobia Já Era, questionou recentemente o caráter da chamada “imprensa gay”, achei a discussão pertinente. Galdino vibra com […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: