a opção sexual dos padres

jun06 Recentemente ouvi  um padre rejeitar, numa das comissões da Câmara dos Deputados, a união estável entre casais de sexo semelhante. A argumentação era que este tipo de união é anti-natural. Há alguns meses atrás um outro religioso católico de Nova York disse que o casamento e a relação sexual entre um homem e uma mulher é algo que está no DNA.

Eu poderia discutir objetos e tentar elucubrar acerca da naturalidade das relações entre sexos semelhantes, mas não vou fazer isso. Cansei de discutir objetos. Foi graças aos gregos que as pessoas se esqueceram de olhar para o sujeito, ou seja, para si mesmas e vêm desde então tergiversando sobre objetos, ou seja, o outro. Mas vou discutir o sujeito –  aquele que formula o conhecimento.

O sexo entre machos e fêmeas e o casamento heterogâmico está no nosso DNA e na natureza. Então alguém me diz o que calhas d´águas os padres fazem na Igreja!? Alguém aí já viu algum animal celibatário?  Não vou fazer alusão aos padres pedófilos. Isso é golpe baixo, pois sabemos que nem todos os padres são pedófilos assim como nem todos os pedófilos são padres.

A nós, humildes mortais, resta saber se as relações homossexuais na natureza – que abarcam das bactérias até os mamíferos – estão contrárias ela própria. Também é irônico se perguntar por que as pessoas que lutam contra a homossexualidade, usando o argumento naturalista, não defendem que andemos pelados, paremos de usar luz elétrica, televisão, refrigerante, pizza, ar-condicionado, microfones e soundsystems (sim, aqueles que são usados nas missas para fazer as massas louvarem ao senhor…).

0902 Se nós olharmos o sujeito, podemos ver que existem milhares de coisas anti-naturais que os seres humanos fazem que não é uma preocupação dos padres ou uma preocupação padrófila (qualquer semelhança com pedófila é só mera coincidência). Então por que a birra é somente com a homossexualidade “do outro”? Se admitirmos que a nossa mente é um imã, há um claro exemplo de que a nossa mente se atrai por aquilo que atrai a nossa consciência.

Se todo mundo for homossexual, a população mundial irá declinar e a humanidade desaparecerá para sempre. Assim como se todo mundo fosse padre ou monge, a população mundial irá acabar também, pois estas categorias sociais não podem se reproduzir e nem se casarem. Então devemos lutar contra os padres, pois se todos seguirem seus caminhos, em pouco tempo não haverá mais bebês! (Como é semelhante a vida de gays e padres!)

Além disso, no campo da psicologia, uma pessoa que admite que todo o mundo pode virar homossexual, cabe a ela responder a agradável pergunta: – Ela própria faz parte do mundo?  Se ela admitir que sim, logo….  É sempre bom lembrar do bom e velho Karl Gustav Jung: “O que Pedro diz sobre Paulo, nos informa muito mais sobre Pedro do que sobre Paulo”. Eis a maior verdade da vida.

Continuemos. Eu queria saber por que os padres ignoram a própria natureza que nos mostra diversos casais de sexos semelhantes, muitos vivendo até mais tempo que casais de sexos opostos, cuidando de filhotes abandonados por casais de um macho e uma fêmea, como o caso de algumas espécies de pingüins. Aliás, eu queria saber o que é natural para um padre. Por acaso ele se esquece de que a monogamia heterocêntrica é rara na natureza e que a maioria dos machos e fêmeas copulam e se relacionam com mais de um parceiro(a) ao longo da vida?

0903 Todo mundo já sabe disso, mas eles simplesmente ignoram ou fingem que isso não existe – e pior, eles se apropriam do conceito de natureza, definindo uma única natureza para todos os seres humanos.Sempre achei essas religiões de livros sagrados uma coisa um tanto quanto psicologicamente patológica. Para começar, só existe um único Deus – o dele, o do crente. Dentro dessa perspectiva, todos os outros deuses são falsos, com exceção do dele, o verdadeiro.

Só existe um único livro sagrado – o dele. Neste livro é que há a verdade.Todas as tradições espirituais do resto do mundo são colocadas na esfera do inferior. E diferentemente da Torá e do Alcorão que são autênticos e mantidos em seu idioma original até hoje, aquilo que chamam de Bíblia é uma sopa de letrinhas, textos mal traduzidos, textos suprimidos, livros retirados (oi, alguém falou em apócrifos?) e textos politicamente adulterados. Isso é mais do que comprovado. Só uma pessoa que se recusa a ver os fatos históricos e permanecem na crença que lhe dá algum conforto material é que se mantém acrítica. Só uma mentalidade entorpecida acredita que a Bíblia foi escrita por Deus.

Eu queria entender o que passa na cabeça de alguém que acha que o sistema jurídico tem que ser igual para todos os seres humanos, tornando a multiplicidade de fenômenos que existem nos corações humanos monocromática. Isso daí vem desde Roma, quando o Cristianismo se apropriou do sistema jurídico e acha que todas as pessoas tem que se submeter aos seus desígnios de certo ou errado.

Ainda no campo as religiões reveladas, as pessoas tem o engraçado hábito de falar da opinião de Deus e que esta coincidentemente é a mesma que a opinião do próprio indivíduo sobre este ou aquele assunto. Se Deus acha que só existe um único casamento – entre um homem e uma mulher – automaticamente, todos os que pensam diferente, estão contrários a Deus. Fico pensando nos taoístas da China antiga onde a homoafetividade estava inserida na sociedade. Todos eles estavam contrários a Deus e portanto devem estar no inferno atualmente.

Essas religiões tem o que eu chamo de unicismo egóico-patológico – “meu deus, minha verdade, meu livro sagrado, minha religião” – tudo isso é verdadeiro e os dos outros é falso e naturalmente a minha verdade tem que se encaixar em todos. A união estável entre casais de sexos semelhantes é muito simples. Você é cristão? Você não deve fazer isso e nem forçar sua Igreja a fazê-lo. Você é de uma religião que pensa diferente? Você deve ter seu espaço no mundo. O estado é de todos, o Brasil é um país onde todos tem sua vez e seus direitos. Por que a perspectiva de um setor do cristianismo tem que ser superior a todas as outras?

nov06 Ah? O que? Eu ouvi dizer que a maioria da sociedade brasileira é contra o comportamento homo-afetivo? Ok! Essa é velha…

1- A maior parte da população é composta de pessoas que praticam  heterossexualidade e de pessoas egoístas que não estão preocupadas com as necessidades e nem com a felicidade dos outros. Então como os direitos de uma minoria podem estar nas mãos de uma maioria indiferente aos outros?

2- Na China, a maioria da população não é cristã, logo deveríamos colocar nas mãos de um plebiscito popular o fato de os padres serem queimados vivos? Olha que por lá os muçulmanos ainda podem ser até maioria.

Democracia não é ditadura da maioria. Além disso, se os casais de sexos semelhantes não estão absorvidos no sistema legal, então como o preconceito pode diminuir? Essa é uma cruel dialética e uma estúpida retórica.

Esse raciocínio é tão simples. Será que não tem uma alma inteligente no meio daqueles padres que pensa assim?

Mas voltando ao assunto da opção sexual. Será que os padres têm opção sexual? Por que se todos os padres são heterossexuais e o casamento heteroafetivo é natural, então eles estão contrários a natureza. Se todos os padres são homossexuais e defendem tais idéias, eles são hipócritas execráveis. Em ambos os casos, eles estão contrários a um reto comportamento moral, tal como julgam estarem os homossexuais.

No fundo sei que muitos dos padres que têm discursos homofóbicos são gays que nunca tiveram a oportunidade de viverem suas vidas plenamente. Quando são velhos, olham para trás e vêem que tiveram suas vidas sugadas pelos outros, dando o tempo precioso de sua vida a uma instituição que lhes nega o direito à uma vida plena e feliz. Muitos desses padres não tem condições de viverem fora da Igreja e muito menos na velhice, pois não possuem uma família que lhes acolha, pois nunca tiveram oportunidade de construí-la e sustentam discursos homofóbicos para se reafirmarem como heterossexuais em suas posturas e afastarem de si qualquer “suspeita”.

Em alguns padres isso é visível pelo olhar. Altruísmo em nome de Jesus, ou idéias como “os padres não têm orientação sexual” são conceitos lindos, mas não me convencem. Prejudicar a vida dos outros para salvar sua imagem é um crime, que se deus existe, espero que sejam chamado a prestar contas dele. Pena é o que sinto. A quantidade de religiosos homossexuais é enorme. O que não lhes é permitido é sustentar posturras homofóbicas para defender sua auto-imagem.

aug06 Se ser heterossexual é da natureza, então porque os padres não seguem a natureza, se casam e tem filhos? Por que eles não dão uma trepada de vez enquando? Alguém acha que um padre não trepa nunca? Se admitirmos que sim, ele não tem moral para ser contra a homossexualidade pois age contrário às leis que Deus institui para os padres. Se admitirmos que ele não trepa, ele está contrário a todos animais da natureza. Por favor, alguém me diga um animal que não se reproduza! (Ah sim! Aqueles animais que se envolvem a vida toda em relações entre sexos semelhantes).

Eu particularmente nunca entendi a obsessão dos padres com o rabo dos gays (Na verdade eu sempre entendi, mas vou deixar quieto…). Tá…Sodomia é errado!

1 – Quem disse que o sexo homoafetivo tem a ver com o cú? (Já repararam que o discurso se orienta sempre no rabo dos gays e raramente se direciona para as lésbicas? … como é mesmo o nome daquele psicólogo? Ah lembrei! É Freud! Ele explica!)

2 – Você já parou para pensar que o que você acredita ser o errado ou o certo, pode não necessariamente ser verdadeiro para o outro?

3 – Você parou para sacar que o outro pode ter uma religião diferente da sua? Só os valores da sua religião tem que ser os superiores? A sua preocupação com o rabo e o pau dos gays é muito emblemática.

Existe uma enorme semelhança e um profundo ponto de contato entre os padres e os casais dos sexos semelhantes. Os padres se vêem refletidos naqueles que não podem se reproduzir pela sua própria natureza. A diferença é que ao homossexuais não escolheram isso, diferentemente dos padres, que escolheram ser padres (eu acho que isso é genético! Ou melhor, deve ser fruto de uma criação doentia onde faltou um pai que dissesse: – “Meu filho, vagina é bom”. É por isso que o cara que ser padre. Faltou um pai! Aliás, é até meio psicológico…Pai = Padre). Os casais de sexos semelhantes são o espelho que mostra um aspecto fundamental da vida dos padres – sua própria sexualidade.

Agora há pouco soube de um padre debochando das famílias de sexos semelhantes. Claro! Quem nunca teve uma família não pode respeitar a dos outros. Por favor, se você olha pro espelho e não gosta do que vê, não culpe o espelho.

Texto publicado por “Revolucionário” na Comunidade Homofobia Já Era

Anúncios

Uma resposta to “a opção sexual dos padres”

  1. Joel Alves de Araujo Says:

    Brilhante defesa argumentativa para justificar o comportamento homossexual. No campo das ideias somos livres para expressar as idéis que nos parece justa. Há diversidades de comportamentos e pelo livre-arbítrio fazemos a escolha que nos parecer melhor viver. Quem está com a verdade? Eu creio que Deus existe . Faço a opção de viver conforme os ensinamentos cristãos e creio que Deus detem a Verdade absoluta. Há ensinamento de compotamento sexual bem definido na Bíblia. Se a Bíblia é o padrão de vida que Deus deixa para a humanidade e se houver julgamento após a morte moralmente somos indescupavel. Na Bíblia especialmente nos evangelhos de Jesus Cristo somos chamados ao arrependimento para alcaçarmos perdão e mudança de vida. Eu creio sinceramente [ respeito a posição intelectual do articulista] que se Deus estabelece mandamentos, qualquer argumento que eu queira justificar comportamento contrário a Sua vontade será infinitamente pequeno diante de um Deus Único e infinitamente grande. Prefiro tranquilizar a minha alma quebrantando-me diante dEle, suplicando sua misericordia e vivendo autenticamente com a sua ajuda e libertando-me de qualquer resquicio de hipocrisia. Por mais significativa que seja o sentir homossexual como cristão pesa o argumento bíblico sobre o assunto e a nossa reflexão deve estar embasada numa atitude de amor e respeito a pessoa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: