Arquivo para dezembro, 2009

programa nacional de direitos humanos

Posted in direitos GLBTT, política with tags , , , on 22/12/2009 by carlinhos

“Vocês me viram botando a mão no cabelo do Zé Alencar? É que teve um tempo em que tinha caído o cabelo do Zé Alencar. E vocês estão percebendo que a Dilma está de cabelo novo. Não é peruca não, é o cabelo normal dela, que voltou a se apresentar em público”.

Foi assim, de maneira descontraída, que o presidente da República iniciou nesta segunda feira (21 de dezembro) o seu discurso para o lançamento do 3º Plano Nacional de Direitos Humanos.

Lula, fazendo memória do histórico de lutas da classe popular a que vem acompanhando desde quando ainda era metalúrgico, fez referências a alguns episódios importantes de quando ainda não era o presidente do país:

“(…) eu lembro perfeitamente bem a emoção que eu senti na primeira vez em que os catadores de materiais recicláveis, mais popularmente conhecidos como catadores de papel, entraram no Palácio do Planalto e fizeram uso da palavra. Eu lembro quando, pela primeira vez, os sem teto deste país entraram no Palácio, e lembro da emoção do companheiro que fez uso da palavra, dizendo que ele não precisaria conquistar mais nada, só o fato de ele ter entrado no Palácio do presidente da República já era uma conquista que eles não imaginavam”. (Você pode ler o discurso inteiro do presidente aqui)

No documento está sugerida a criação de meios para impedir que símbolos religiosos estejam presentes em estabelecimentos públicos no Brasil. Há também a idéia de inserir nos currículos escolares uma disciplina que ensine aos alunos a Língua Brasileira de Sinais e propõe a criação de uma comissão nacional da verdade para investigar violações dos direitos humanos ocorridas durante o regime militar.

O programa ainda defende o projeto de lei do casamento gay. O programa, como diz o Gazeta On Line do portal da Globo, ainda prevê que os sistemas de informação pública passem a considerar como informações autodeclarações de gays, lésbicas, travestis e transsexuais. O projeto defende ainda que travestis e transsexuais possam escolher seus nomes em documentos sem necessidade de decisão judicial.

O Plano é resultado de um processo de debate que culminou na realização da 11ª Conferência Nacional dos Direitos Humanos (dezembro de 2008, em Brasília). É um documento que apenas estabelece diretrizes e objetivos para orientar o poder público, o que não quer dizer que os governantes irão acatar a todas as sugestões ali expressas. O próprio ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, afirmou que o programa representa um grande passo, mas ainda há muito mais por fazer (leia entrevista com o ministro aqui).

De qualquer forma, esse documento se configura como um passo além na luta contra a homofobia e outras violações de Direitos Humanos.

(off: a Dilma fica melhor de peruca ou com o novo visual?)

les chansons d’amour

Posted in filme, opinião with tags , on 17/12/2009 by petitte

Um filme difícil de descrever. Não há enrendo. Existe um fio condutor que serve pra dar o início. É a idéia principal do filme.

É um triângulo amoroso. Mas não só um triângulo amoroso; é um “casal de três”. É um musical ( você já torceu o nariz, não faz isso!). Não tem melhor jeito de contar esta estória de amor. É um filme francês.( Não se contorce!)

Um acontecimento balança a relação dos 3 personagens e tudo se parte,tomando um rumo pra lá de inesperado.

Agora, minha opinião:

Aparentemente entediante? Engano. Les Chansons D`amour é tudo e mais o que o título do filme promete: canções de amor. De cara, temos uma história bem atraente. Um “casal de três”, coisa mais alternativa, não? Mas nem por isso é o foco principal do filme. O filme é um emaranhado de sentimentos que são refletidos nas musicas. O bom é que a direção de  Christophe Honoré ( de Dans Paris) consegue te desfazer qualquer impressão ruim de que filme musical é chato.

Os 3 atores principais dão um banho de interpretação, com destaque ao já conhecido Louis Garrel ( Os Sonhadores), um charme no estilo galã francês de cinema noir.

O fato do filme não ter enredo principal, articula-se com a idéia de contar histórias cotidianas, mas histórias de amor. E essa é a “ sacada”: você se identifica mesmo sem ter muito o que entender.

É um filme honesto sobre as emoções. Um jovem que vaga perdido, uma jovem que não consegue sair do lugar….Um filme sobre perda, sobre dor e sobre seguir em frente.

A existência das relações , bi, hetero e homo, é só  um acréscimo muito insignificante. O que sobressai são as emoções. E estas acontecem em qualquer relação.

Um dos filmes mais encantadores que vi nos ultimos tempos…Ah!… as eternas dificuldades do amor…

Deixe-se levar por estas canções:

na sombra da sociedade

Posted in direitos GLBTT, diversidade, elas, vídeos with tags on 10/12/2009 by fffff-

Olá galera, depois de tanto tempo sem dar a minha contribuição a este blog cá estou com um post em que coloquei no meu blog Diário T-Lover.

Este documentário fala sobre as  travestis que vivem à sombra da sociedade: a vida dificil por que passam, os preconceitos e todas as barreiras que elas sofrem para se manterem vivas e continuarem na luta pelo seu objetivos de felicidade e de autoestima.

O vídeo está em 2 partes.

Quem tiver alguma opinião e quiser comentar, fico grato. Toda opinião é válida para um debate saudável.

 

 

%d blogueiros gostam disto: