adoção e religião

São Sebastião por Guido Reni (séc XVII)

Em dezembro de 2009, a aprovação da lei que autoriza casais gays a adotarem crianças na Cidade do México criou uma enorme polêmica e fez com que instituições conservadoras, como a Igreja Católica, manifestassem a respeito da legislação (um direito que até então não havia sido reconhecido em nenhum país da América Latina).

A Igreja Católica do México afirmou que “entre as ‘verdadeiras razões’ para se opor a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo, está a autoridade moral que lhe confere a ‘vergonhosa e dolorosa experiência’ que tem tido com os casos de pederastia de alguns sacerdotes e a ‘grave possibilidade’ de que uma parte dos homossexuais venha adotar menores ‘com o perverso propósito de usa-los para pornografia infantil, abuso sexual, prostituição, etc'”.

A Igreja, em uma carta escrita pelo cardeal Norberto Rivera, afirma, ainda, que “por mais bem intencionados que possam ser alguns papais homossexuais, o seu estilo de vida afetará de muitas maneiras à criança. Se disser: quando grande quero ser como meu papai, a que estará se referindo: a usar saia, maquiar-se, convidar outros homens a dormir com ele?”.

Essa notícia pode ser lida (em espanhol) no site Diario Digital Transexual.

Texto originalmente publicado no blog Página Escondida.

Anúncios

2 Respostas to “adoção e religião”

  1. Estudos cientificsos asseguram que o aprendizado infatil se desenvolve na faixa de 0 a 7 anos…
    Que opção uma criança na convivência homoafetiva terá, por mais que seja orientada a diversidade sexual?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: