alexandre thomé ivo rajão 1996 – 2010

Alê O grito extravasou em euforia, alegria e celebração! Gol! Alexandre e amigos comemoravam a vitória do Brasil no jogo contra a Costa do Marfim pela Copa do Mundo da África do Sul, como muitos outros garotos de 14 anos faziam em São Gonçalo e no país inteiro após aquele jogo. Diferente da maioria desses jovens, no entanto, Alê era… Alê era um bom aluno na escola, um adolescente tranquilo e que até participava de atividades em uma igreja, o que nos deixa com uma imagem bem afinada ao que as pessoas entendem como um bom jovem. Ah, Alê também era consciente da necessidade da luta diária contra a homofobia. Isso, convenhamos, é uma qualidade raríssima em garotos de sua idade, e alinha a imagem de Alê a um bom jovem exemplar para muitos gays, sendo ele próprio gay ou não, o que não vem ao caso.

Na ocasião da festa de comemoração, um outro grupo de amigos envolveu-se com o de Alê em uma briga. Alê e seus amigos então foram à 72ª Delegacia de Polícia, em São Gonçalo, para registrar uma queixa por agressão. Eles retornaram à festa após isso, e, por volta das 2:30, Alê esperava um ônibus, no bairro do Mutuá, para voltar para sua casa, quando foi visto vivo pela última vez.

Os fatos são que às 10h da manhã de segunda, dia 21/06/2010, seu corpo foi encontrado em um terreno baldio no Jd. Califórnia, com sinais de espancamento, tortura e estrangulamento, e o IML informou também que sua morte se deu por volta das 4h, o que nos permite concluir que Alexandre sofreu por pelo menos 1 hora e meia nas mãos daqueles que o mataram. Segundo ligações ao disque-denúncia, um veículo branco foi visto no local do sequestro, e segundo amigos de Alê, o mesmo carro teria rondado o cemitério durante o enterro. Os amigos de Alê relatam também que os jovens desse grupo rival pertenciam a um grupo de “skinheads”, com a prática de usar redes sociais para propagar mensagens de intolerância.

Mas isso são os fatos. Esses dados serão matéria de investigações da polícia, e, com alguma esperança, das mídias que tiverem vontade de denunciar esse grave quadro de violência e homofobia. Sim, homofobia, que independe de Alê ser gay, hétero ou bi ou não saber isso ainda, já que o que assombra essa história é a motivação intolerante do crime. Os fatos e dados não racionalizam as lágrimas sentidas da mãe de Alê, que me comoveram no vídeo da reportagem. Eles não dão conta de expressar também a angústia, os olhos cheios de lágrimas e a garganta apertada que me tomaram, por exemplo, quando vi as mensagens dos amigos de Alê no Orkut, ou o texto que ele usava em seu perfil, extraído do discurso de Pedro Bial no BBB 10 pela eliminação do participante Serginho. Esse discurso, aplicado ao jovem Alê, se resignifica e me assassina de dor:

É Peter Pan, a criança que não cresceu e sabe voar. Quer aprender? Quer voar? Pense numa coisa boa, pense numa coisa bem boa. É só pensar em coisa boa que a gente voa. Pense numa coisa bem linda, que você nem viu ainda. Num raio de luar, que você vai voar Peter Pan, sombra na parede da caverna de Capitão Gancho. Travessura? Espectro? Imagem só? Será? Não é possível. É ele… Pan… Está lá? Lá? Ele está? De que lado ele está? É só pensar em coisa boa que a gente voa. Se pensar em coisa ruim? Bom! Pode até chegar ao fim!

Alê não irá mesmo crescer jamais, e será sempre um jovem, que sabia voar. Pensando em uma coisa boa, um mundo melhor, ele, com seus 14 anos, tinha uma consciência que muitos de nós levamos décadas para formar, e que a grande maioria ainda não construiu ou vai construir. Ele não acreditava que esse mundo melhor fosse apenas uma ilusão e lutava por isso. Alê era companheiro do Grupo Gay Atitude e fazia parte da organização da Parada Gay da cidade, segundo informações do próprio Grupo Atitude, colhidas em listas de e-mail e Twitter.

Por que Alê foi assassinado? Nós não sabemos com detalhes, e eu estou certo de que bons advogados saberão “preservar os direitos dos agressores” (o que não significa “dizer a verdade e ter punições justas por isso”, mas “mentir para não ser punido”), como aconteceu com os assassinos de Isabela Nardoni e João Hélio, crianças que ganharam a comoção do Brasil, que não sei se o jovem Alexandre Ivo também vai ganhar, porque era gay, ou pelo menos subentendia-se que era. Não sei se o Brasil irá se comover com a morte dele, e isso me retalha por dentro, porque o que temos para os gays no Brasil é o Eduardo Cunha com seu projeto para proteger os heterossexuais da discriminação e “assegurar o direito de ser normal”; os livros didáticos de ensino religioso com suas mensagens homofóbicas, denunciadas em pesquisas da UNB; o Silas Malafaia e suas constantes equiparações entre homossexualidade e pedofilia; a Revista Veja com suas mensagens de que vivemos uma era de tolerância em que o preconceito não existe; Carlos Apolinário tentando tirar a maior Parada Gay do mundo da vista de todos; ou o Marcelo Crivella e seus delírios sobre uma ditadura gay no Brasil.

Na verdade, eu sei sim por que Alexandre Ivo foi assassinado. Está aí a ditadura que temos no Brasil, e ela, definitivamente, não é gay. Ela é homofóbica. Ela mata. A cada dois dias, segundo o Grupo Gay da Bahia, um homossexual é morto no Brasil por causa da homofobia. E não temos uma legislação competente contra crimes de ódio ou contra a difusão dessa intolerância nos meios de comunicação e nas instituições, que é a verdadeira assassina, posto que joga veneno no rio da cultura e nos sufoca com uma mortalha de séculos de idade. Nós, os pecadores, doentes, criminosos, imorais, sujos, rejeitados, humilhados, ridicularizados, mortos. Eu também me sinto morto agora.

O curso esperado dos fatos, nessa realidade que desilude, é esperar que a impunidade vença, que os políticos e líderes homofóbicos continuem tripudiando de nossa dignidade para criarem para si o status de arautos contra a imoralidade, enquanto outros tantos líderes e políticos dão de ombros para nós e oferecem-nos migalhas achando que fazem muito.

Mas isso precisa ter um fim, e precisamos urgentemente fazer com que isso tudo não resulte no curso esperado dos fatos, mas no curso ideal, justo.

Que a justiça seja feita, e não se restrinja à punição dos culpados.

Que, como Matthew Shepard, nos Estados Unidos, Alê não tenha morrido em vão e sua morte denuncie a violência diária à qual estamos sujeitos diariamente, encerrando os infindáveis debates sobre a inquestionável necessidade de leis contra os crimes de ódio.

Que sua morte abra nossos olhos para a necessidade de termos mais jovens conscientes como ele, e adultos com um pouquinho mais de boa vontade de aderir à causa LGBT e levantar bandeiras.

Que este Manifesto de Luto e Luta por Alexandre Ivo marque o nascer de uma nova consciência para todas as pessoas, homossexuais ou não, do Brasil e do mundo.

A Comunidade e o Blog Homofobia – Já Era declaram luto por Alexandre Thomé Ivo Rajão, e luta infindável para que sua morte não seja em vão.

O grupo Atitude e amigos de Alê estão organizando um ato de homenagem a ele e protesto em favor da justiça, no Domingo dia 27, às 15h, na praça do Zé Garoto em São Gonçalo, ao lado do pano preto que foi estendido em luto a ele. Serão distribuídas fitas pretas e camisas. Se puder, compareça, solidarize-se e reflita.

Nós precisamos.

Anúncios

82 Respostas to “alexandre thomé ivo rajão 1996 – 2010”

  1. anna rizzo Says:

    É um absurdo ouvirmos esse tipo de notícias em pleno século XXI.
    Que imbecilidade é esta?
    Esses machistas homofóbicos que adorariam poder se permitir a sentir emoções diferentes das que a sociedade apregoou como corretas e então explodem de prazer em exterminar com pessoas que vivem seus desejos e amores homossexuais, como se assim estivessem matando seus prórpios impulsos sexuais. Impulso sexual ou impulso homicida, são desejos, o primeiro de prazer/ amor e o segundo de desprazer e ódio.
    Precisamos de pessoas mais evoluídas e menos insanas.

  2. justiça seja feita- um grande bj nesta mae que tive o prazer em conhecer em uma reunião de colegio .um grande abraço .

  3. Bruno Campelo Says:

    Adriano, esse foi um dos mais comoventes textos que eu já li.
    No momento, estou me sentindo cansado de viver nesse mundo em que vivemos. Não tenho respostas pra isso, não sei o que dizer nem o que pensar. Só me sinto muito triste.

  4. Arthur - HoJE Says:

    Vocês choram?
    Por quem vocês choram?

    Não foi apenas pela execução de dois jovens no Irã que chorei.
    Aconteceu por Claudete Troiano, travesti de Campinas, em 09/02/2006.
    Por Edson Néris da Silva, em SP, 06/02/2000.
    Por… e por… e por… tantos… a lista não tem fim!

    Como não chorar por tantas vítimas?
    como não chorar diante da verdade deste manifesto?
    É hora de AGIRMOS!!!!!

    E novamente, por vários dias, estou chorando novamente.
    Mais um que se soma à lista… ‘another one bites the dust’…

    “… Que a justiça seja feita, e não se restrinja à punição dos culpados.

    Que, como Matthew Shepard, nos Estados Unidos, Alê não tenha morrido em vão e sua morte denuncie a violência diária à qual estamos sujeitos diariamente, encerrando os infindáveis debates sobre a inquestionável necessidade de leis contra os crimes de ódio.

    Que sua morte abra nossos olhos para a necessidade de termos mais jovens conscientes como ele, e gays adultos com um pouquinho mais de boa vontade de aderir à causa e levantar bandeiras.

    Que este Manifesto de Luto e Luta por Alexandre Ivo marque o nascer de uma nova consciência para os homossexuais do Brasil e do mundo. …”

  5. Apesar de não conhece-lo, ele sempre vivia na frente do colégio onde estudo… Sempre via ele… nada contra ele… me emocionei agora ao saber que ele foi assassinado, não por ter sido ele, que eu sempre via, mas por ter sido de um modo tão brutal, e por um motivo tão tolo!

  6. Estou chocada e revoltada. Sou mãe e imagino como a mâe desse menino deve estar sofrendo.

  7. Cassia Guimaraes Says:

    Mt mt comovente , Ele deveria ser um menino mt bom, derrepente eu compareça ai ..

  8. larissa Says:

    eu nem acreditei nisso e eu era amiga dele , um amor de pessoa eu adora ele na verdade adoro sempe irei gosta dele . pois eu amigo em poucos te amo Alê chuchu!

  9. já sinto muitas saudades do meu amigo Alê.
    a alegria de minhas manhãs já era ://
    espero que descanse em paz,
    eu e os outros amigos e amigas sentiremos muito sua falta.
    você estará pra sempre em nossos corações … <3

  10. Ronaldo Says:

    Lamentável que uma vida tão jovem seja brutalmente assassinada. Independente das especulações da motivaçao do crime. Milhares de jovens têm sido ceifados pela morte em todo território nacional. Isso é inconcebível. Brasil, até quando veremos derramamento de sangue inocente manchando nosso solo? Precisamos nos voltar para o ensino cristão. Eis um deles: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Quem ama não mata. Quem ama, ama. Que Deus console os corações enlutados.

  11. Em apoio à causa postei o texto aima em meu Blog.

    Abcs

  12. Angelica Ivo Says:

    Boa Noite! Eu sou a mãe do Alexandre e nesse momento me sinto muito sensibilizada com as mensagens de solidariedade, mas a minha presença nesse momento difícil que estou passando se faz necessária quero fazer menção ao texto acima deixando claro que não tenho nenhum tipo de preconceito quanto a cor , raça, religião e principalmente quanto a opção sexual mas gostaria que ninguém falasse por meu filho, que ninguém levantasse a bandeira usando a tragédia que aconteceu com ele nesse momento não tenho conhecimento dessa mobilização então eu quero pedir como mãe que respeitem a minha dor e que não falem por nós e muitos menos pelo ALEXANDRE. OBRIGADO.

    • Srª Angélica, respondi a seu comentário com um novo texto no blog, que a senhora pode ver aqui: https://homofobiajaera.wordpress.com/2010/06/25/prezada-sr-anglica-ivo/
      Solidariedade.

    • Júnior Santiago Says:

      Tem que se ter cuidado com os trolls, eles se passam por outras pessoas para confundir
      Acho estranho este ponto de vista desta pessoa que diz ser a mãe de Alexandre, pois nesta entrevista ela não mostra nenhuma oposição ao fato de seu filho ter sido homossexual, muito pelo contrário
      Segue link para vídeo postado no portal do Jornal Extra/Globo

      http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/video/2010/18489/

    • francisco Says:

      Sinto muito sobre tudo isso. Eu não conhecia e nunca havia visto Alê, mas em meio a tanto ódio pelo que fizeram a ele, não posso deixar de dizer algo, desculpe, mas algo esta entalado em minha garganta, como se a qualquer momento fosse explodir, como se eu quizesse gritar para o mundo inteiro ouvir, mas a voz nao sai. estou indignado com esses assassinos,

      Nesse momento, escrevo esse comentario, com o coraçao apertado, e os olhos cheios de lagrimas pela perda, lagrimas por ALÊ E PELA DOR QUE ESTA SENTINDO neste momento

    • Alexandre Emilio Gonçalves Says:

      As pessoas têm que respeitar seus sentimentos. Um grande abraço para a senhora, e se precisar de alguma coisa, estou às ordens.

  13. Daniel Martins de Freitas Says:

    É um absurdo a ignorância de algumas pessoas que se dizem civilizadas, porque um ser que comete uma atrocidade dessas por esse motivo é tudo, menos civilizado. O Brasil deveria ter uma legislação mais severa em relação à crimes que revelam a intolerância que, infelizmente, ainda existe aos montes pelo Brasil. Rezo a Deus todos os dias, pedindo para que a humanidade evolua e aprenda a aeitar a diversidade e a respeitar a vida.

  14. Vivi uma experiência de relação com uma pessoa do mesmo sexo, relação essa que teve a mesma base de sustentação de qualquer outra relação: a paixão, o amor, o companheirismo e tudo o que de positivo você conseguir imaginar que pode acontecer entre duas pessoas. O fato de ter tido junto a mim uma pessoa do mesmo sexo não me modificou em nada como homem, como filho, como irmão e como amigo. Ao contrário, apenas me acrescentou. Me mostrou que o amor tem uma dimensão muito maior do que a que eu imaginava. Me mostrou que o amor está acima de cor, raça, idade, condição financeira, sexo, de tudo!
    Meu jeito de falar, de andar, de vestir, de pentear… nada disso foi alterado. Eu continuei a ser a mesma pessoa, prezando a minha masculinidade, gostando de fazer as mesmas coisas, tendo a mesma relação com o espelho, com o meu eu interior e com os outros.
    Nunca falei em lugar algum que sou “gay” pois não gosto da conotação que esta palavra tem aqui no Brasil. E não gosto de me rotular. Em nada. Não sinto que tenho que me situar numa categoria. Hoje o meu amor, o meu desejo podem estar direcionados a uma pessoa do sexo oposto e amanhã a uma do mesmo sexo. Isso pra mim não importa desde que estas relações sejam sempre motivadas pelo amor.
    Na minha opinião, a palavra ‘Homossexual’ tomou uma conotação por demais ligada ao corpo e ao sexo. Este fato transmite uma idéia errada a quem nunca viveu esse tipo de relação. Na verdade, o que une duas pessoas do mesmo sexo numa relação é o sentimento que sentem uma pela outra. E no amor, você não escolhe, não direciona. Aquilo que todos chamamos de orientação sexual deveria ser antes chamada de orientação afetiva.
    Quando você já está vivendo uma coisa intensa e ainda não conseguiu encontrar dentro de você a forma de lidar com a ‘novidade’, com a ‘realidade’, seu instinto é se esconder, preservar ainda mais a sua privacidade de forma que ninguém invada um terreno que você ainda não conhece bem para poder falar a respeito. Com o tempo você adquire a certeza de que nada mudou. Com o tempo me vi o mesmo, só que muito mais feliz, apaixonado!

  15. Diego Sellan Bergamim Says:

    Incrivel! Simplesmente inacreditavel que com tantas mortes o governo continua nessa dissimulação nojenta. Já sou ativista há algum tempo e nunca vi tantos movimentos e formações independentes pela causa LGBT. E parece que mesmo com esses movimentos se recusam a ver o óbvio. Que longe de estarmos em uma ditadura gay, como alguns se atrevem a dizer, estamos sendo massacrados, torturados e mortos.

  16. Não sei o que me indigna mais, se o crime ou a impunidade. Matar uma criança de 14 anos e com requintes de crueldade… Olha, se existe pena de prisão perpétua para esses jovens intolerantes (eufemismo), ela deveria ser aplicada mil vezes para cada um.
    Mas eles são o resultado de uma sociedade doente, gananciosa e que empurra as pessoas para a obscuridade. A geração do pós-guerra, a minha geração, falhou retumbantemente na construção de um mundo melhor e mais justo. E não vejo esperança nessa geração de agora, desgraçadamente.

  17. Irretocável, querido. Me representa (em dor, palavras e pensamentos).

  18. Mariana Says:

    Com tantas revoluções que tivemos nesses milhares de anos, vejo que caminhamos para um retrocesso, uma “desevolução”. Sinto que ainda vivemos em um mundo de inquisições e ditaduras, que é preciso seguir um sistema para ser igual, um sistema que oprime e castiga aquele que é diferente, que não permite que sejamos felizes à nossa maneira.
    Lamento pela mãe que perdeu o filho tão cedo, por esse jovem que deixou de viver tanta coisa. Lamento pelos homossexuais, que antes de serem gays, homens, mulheres, jovens ou velhos, são seres humanos e têm seus direitos escritos em uma constituição universal que, em teoria, deveria servir para todos. Lamento por essa intolerância infundada, por esse ódio dissipado que parece que não vai acabar nunca. Lamento por essas mentes fechadas que não se permitem refletir sobre o próximo, sobre o quão triste e constrangedor seria ser o oprimido e não o opressor. Tenho vergonha de viver num mundo como este, de ler notícias como essas. Espero que um dia isso mude, mas creio que seja utopia demais.

  19. michele de souza Says:

    segunda feira ,vi aqueles carros da polícia ,e nunca imaginei que fosse uma criança ,fiquei chocada !! pois tenho um filho também ,mas a mãe dele disse na televisão que ele não era gay !!mas independente disso que vivam atraz das grades ,por que desejar a morte seria alivio para eles ..

  20. Luciano Says:

    Revoltante mais esse crime de ódio. Espero que esses miseráveis passem os restos de suas vidas medíocres na cadeia e que a homofobia seja criminalizada. Se esses religiosos nem assim se comovem e passam a lutar contra a homofobia, eles são seres dignos de desprezo.

  21. Marco J. O. D. Merquior Says:

    Boa Noite! Eu sou primo do Alexandre, e primo da mãe do Alexandre, Angélica e enquanto parente posso dizer e reafirmar o que a Angélica disse acima, que nesse momento de dor nenhum familiar ou parente e mesmo amigos estão organizando nenhuma manifestação ou ato na Praça Zé Garoto. Esse tipo de oportunismo é leviano nesse momento, repercute mal o uso que estão fazendo com o nome da vítima para se auto-promoverem em nome de uma militância que ele nunca fez. Apoiamos todas as formas de solidariedade mas sem esse tipo de uso, e apoiamos todas as denúncias que o próprio movimento deve fazer em nome dos direitos humanos das pessoas que sofrem aqui em São Gonçalo e em outros lugares por torturas e mortes pela violência e pela desumanidade, consequência do preconceito, ódio e intolerância de todos os tipos, credos, orientações sexuais, raça, etnia, gênero, condição de classe social, etc.
    Abraços fraternos.

    • Esta foi outra informação que chegou a mim e eu não sabia que estava incorreta. Apenas depois é que vi que o Grupo Atitude é que seria o responsável pelo protesto, e não a família. Já fiz a devida correção. No entanto, gostaria de sugerir a leitura da resposta à carta que escrevi para a mãe dele e salientar que não há oportunismo algum em protestos que pretendam denunciar a violência HOMOFÓBICA que parece ter sido direcionada contra Alexandre, independente de ele ser gay ou não, militante efetivo ou não. Como disse, a homofobia não faz vítimas apenas entre os gays. Abraços.

  22. Meu Deus! Essa tipo de cois esta virando febre agora?
    Mê passado um amigo meu que estudou comigo no ginásio foi morto por ser homosexual e se vestir como tal.

  23. Sinto muito =/ q Deus os conforte ….

  24. Débora Says:

    Estou chocada principalmente pelo fato de conhecer Angélica, mãe do Alexandre. Conheço bem sua mãe, que é pessoa batalhadora, que tem uma base familiar sólida, e que soube educar não só o Alexandre, mas também sua outra filha. Seus pais e irmão são pessoas que sempre a apoiaram e se fizeram presentes na vida de Angélica, demonstrando o elo e a base familiar sólida desta família. Gostaria de dizer ainda que seja qual for o motivo desta barbárie, não há justificativas para tal violência. As pessoas devem ser livres para optarem pela sua religião, credo, opção sexual. O Alexandre ainda era um menino e nunca ouvi nada a respeito de que seria homessexual e mesmo que ainda fosse, não é concebível que animais ( já que não há outra definição para atribuir aos Autores ou Autor desse crime) tenham praticado essa violência sob esta suposta alegação para arrancar brutalmente o Alexandre do seio familiar.
    À Angélica e a toda sua família, gostaria de deixar meu carinho, minha solidariedade, e dizer ainda que se precisarem de mim, bem como do Mauro, estaremos sempre aqui presentes. Sinto profundamente e não consigo sequer mensurar sua dor. Desde o conhecimento do fato, estou sem dormir direito, pois me coloco no lugar da mãe e imagino se isso tivesse ocorrido em minha casa. Que Deus conforte Angélica e que Alexandre repouse eternamente nos braços de Deus.
    Abraços!
    Débora

  25. No Domingo estarei em São Gonçalo!!! Basta!!! Precisamos mostrar nossos rostos!!!

  26. RENATO AQUINO Says:

    Recebe mãe terra mais um corpo injustiçado que teve sua vida carnal retirada por loucos ,que Ale descanse o corpo,porque em espirito estamos juntos,não existe a morte pra quem acredita no espirito,ele agora é força e alimento de continuação pra que de uma vez por todas seja dado o direito de amar!!!
    Ale obrigado por tua intensa força e pela sua tenra passagem,voltaras em uma sociedade justa onde o amor será evidenciado,voe anjo nos encontraremos em sonhos e em cada canto de passaro,em cada flor,em cada manifestação da mãe terra e de mãe natureza estara junto como a todos aqueles que acreditam no amor independente de gênero,o amor que levanta poetas e o amor que Oxalá nos guia.Axé !!!

  27. Paulo Roberto Iotti Vecchiatti Says:

    Crime bárbaro… e, apesar disso, ainda há pessoas que desafiam a inteligência ao negar a existência da homofobia como patologia social e ao negar a necessidade de uma maior punição estatal a crimes de ódio contra pessoas por sua mera orientação sexual… O PLC 122/06 é necessário, tanto por seu efeito simbólico (Estado posicionando-se expressamente contra a homofobia, em sua legislação) quanto prático (punição exemplar de crimes de ódio). Só não vê isso quem não quer…

  28. elisa conceição oliveira Says:

    boa tarde, é com muita dor que venho aqui falar para a mae do alexandre que oro todos os dias a Deus para que alivie um pouco seu sofrimento, pois pode ter certeza todos nós gonçalenses estamos sofrendo com essa barbaridade, que alexandre descanse em paz!!!!! e esses mostros fiquem eternamente presos.

  29. Vivian Says:

    Olha, essa homofobia tem que acabar ! Nós heteros,bis,homossexuais temos que lutar pela nossa causa ! Não conhecia o Ale. mas ja tinha o visto no College e ele era uma pessoa maravilhosa! Luto e luta !
    LUTO ! ALEXANDRE THOMÉ IVO RAJÃO !

  30. marcia bonvini Says:

    ESTOU REVOLTADA. EMBORA NAO O CONHECESSE SOU TOTALMENTE CONTRA A HOMOFOBIA E TUDO ISTO ME DEIXOU PASMA. E O QUE SERÁ FEITO COM ESTES MONSTROS???

  31. Elienete Sá Says:

    O mais nojento nisso tudo é ver uma advogada aparecer na mídia e ver ela dizer que esses marginais que cometeram estes crimes são inocentes! Que a justiça seja feita!

  32. Júnior Santiago Says:

    Este caso teve uma grande repecurssão no portal Luis Nassif Online
    A conferir
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-crimes-da-intolerancia

  33. jonathan Says:

    qeremos somente uma palavra!!!!!
    JUSTIÇA!!!!!!!!!!

  34. sergio dacosta Says:

    acho isso uma absudo covardia a onde nos seres humanos homosexuais ou não vamos parar precisamos de alguma forma , acabar com essa herezia bjos a mãe do menino alê

  35. Thiago Inácio Says:

    Pode ter certeza absoluta que estarei lá na Praça Zé Garoto no dia 27/06 (domingo) as 15:00 pra buscar justiça junto com todos !
    Alexandre era uma pessoa tão maneira , tão especial , ele ia lá na praça Ex-combatente quase todos os diias, ficava lá horas&horas , nunca falei com ele mais agente se apega a uma pessoa que convive com agente , que frequenta o mesmo local e que você vê todos os dias !
    fiquei muito chocado com a morte dele , pois ele era super maneiro e não deveria acontecer isso com ele .
    Quando eu soube da notícia eu comecei a chorar e me perguntar porque ele ? tão jovem e morto de uma forma totalmente brutal … Espero que a justiça seja feita e que essas pessoas que o mataram sofra e se arrependa pelo resto da vida , que fiquem presos por muito e muito tempo !
    Quero dizer a mãe de Alexandre também que eu oro todos os dias para que ela consiga ter resultado da justiça , que ela fique bem e que alivie os sofrimentos que ela está passando . Mesmo não conhecendo o Alexandre eu me apeguei a ele , porque ele era uma pessoa espantânea que nem eu , com liberdade de expressão e muito fofonético .
    Espero que a justiça seja feita o mais rápido possível.
    Adeus Alexandre Ivo ♥

  36. Patrick Taio Says:

    Alê.. sei q vooc naum gostava de mim .. mais kra . saiba que aonde vooc estiver. vooc será bem lembradoo aquii ..

  37. Lamentável o ocorrido com esse jovem,imagino a dor de sua mãe e familiares…porém, algumas questões “buzinam” em minha cabeça…
    O que fazia um “jovem de família” ás 02hs madrugada na rua? Pq o delegado (ou quem o atendeu) na delegacia de madrugada, não comunicou á família do mesmo o q estava acontecendo??Pq não respeitar o ECA?!Não quero defender nenhuma parte, mas eu qdo tinha 14 anos (não faz muito tempo,tenho 29),minha mãe JAMAIS permitiria que estivesse nesse hr na rua sozinha….e os amigos….ninguém viu nada?Todo mundo brigou junto,foram á delegacia juntos,mas no ponto de ônibus ele estava só??muito estranha essa história,muito estranha….

    • SUA RESPOSTA ESTÁ EM MEU PEQUENO E SINGELO DEPOIMENTO LEIA QUE VCCE IRA ENTENDER

      • B. Fiquei tocado com seu depoimento.

        No entanto, acredito que, fora nós do blog não termos como dizer se são autênticos, seu texto fornece detalhes do caso que não convêm de ser publicados aqui, até mesmo para não prejudicarmos as investigações.

        Seu post ficará registrado e iremos publicá-lo um dia se for possível, mas no momento ele ficará pendente.

        Abraços e meus sentimentos.

  38. Allyson Silverio (DJ GRIMBOW) Says:

    Lamentar não nos tira a revolta, agir é o unico caminho, manifestar nossa dor por perdermos mais um ser humano morto pela Homofobia, pela intolerância e ignorância de um país machista e hipócrita com seus filhos.

    [Wal] Mto estranha são suas suposições e afirmações mas é de pessoas como vc que se formam o eleitorado brasileiro que prefere questionar situaçõees a encarar os fatos!

    Não descasaremos jamais contra qualquer ato praticado por homofobia, pagamos os mesmo impostos e temos por dever exigir os mesmos direitos!

    Obrigado ao criador deste post para que sirva de memoria e referência a todos os futuros agredidos e de aviso aos pretensos agressores.

    A vida continuará para nós mas para esse jovem acabou na madrugada daquela segunda feira!

  39. rodrigo batista Says:

    pesso a punissão para esse malditos q acham q podem sair tirando a vida das pessoas ……. quero q as autoridads resolvam esse kaso komu se esse menino alexandre fosse filho de kada um dele …

    chega de morte por odio…
    a hora agora é de matar a homofobia no Brasil

  40. wanderson nunes Says:

    DIANTE DOS FATOS AIDNA TEMOS QUE SUPORTAR JUNTO COM A FAMILIA A DOR,IMPUNIDADE.
    PIOR OS TAIS MONSTROS AINDA ESTÃO AMEAÇANDO TESTEMUNHAS.
    ENQUANTO NOSSO BRASIL MERGULHA NESTA VERGONHA,MUITOS PATRIOTAS TÃO MAIS PREOCUPADOS COM VUVUZELAS.
    CALMA NOSSO BRASIL JA É HEXA.
    HEXA EM PRECONCEITO,DISCRIMINAÇÃO,ATAQUES HOMOFOBICOS..E AFINS.
    OXALA NOSSA NAÇÃO FOSSE TÃO PATRIOTA E SE MOVESSEM PRA PEDIR PROVIDENCIAS E MUDANÇAS.
    APROVAÇÃO DA PL 122 URGENTE.

  41. eu entendo so gostaria de mostrar as pessoas do porque alexandre foi embora de madrugada e poque de toda a confusao todotodos os fatos colocados em meu texto ja estoa sendo citados pelos jornais e tvs mais tem gente q nao sabe realmente como o aconteceu espero que vc o guarde e quando achar que é HORA certa de explola fique avontade nao se preocupe nao me indentifiquei pois sou umas das pessoas envolvidas tambem agredida

    • Entendo perfeitamente, e agradeço a confiança, B. Os comentários ficarão guardados sim. Neste momento, vocês amigos do Alexandre serão peça fundamental para que justiça seja feita e as reais motivações do crime sejam esclarecidas. Abraços, e não se deixe abater.

  42. Fábio Teixeira Says:

    A cada dia me sinto mais no direito de lutar a favor da intolerancia aos intolerantes… a começar pelo governo!

  43. Aqui no Brasil infelizmente não existem Leis para inibir estes tipos de crimes,mas para quem não conhece existe a Lei do retorno, que é muito mais severa de que qualquer Lei dos homens, fico com pena deses jovens que praticam esses atos e não sabem nada da vida.
    E ai eles podem perguntarem e por que aconteceu isso com Alexandre?
    Porque Alexandre sabia que existia esses pessoas desrespeituosas. Na verdade existe outra Lei a Lei da Atração que explica tudo isso.
    A Lei da Atração mostra que o individuo é responsável por parte das coisa que acontecem , isso vc podem verifiacr no outro eu que cada um possui,apesar de muitas vezes desconhecido até dos pais.
    O outro eu vai revelar o que cada um é capaz de fazer, de atrair pra si. Fica muito oculto, só a pessoa sabe e tem medo de revelar a alguém.
    É preciso que nós pais aprendemos a conhecer o outro eu de nossos filhos
    antes de ser tarde demais. Um abraço carinhoso para essa familia.

    Para reflexão: a vida que a gente quer depende da vida que a gente leva.

    Para refexão: que filhos vamos deixar para essa sociedade?

    Para reflexão: que sociedade os políticos dessa geração vão deixar para a nossa história?

    Pra reflexão: vamos mudar as leis penais no Brasil ou não é necessário?

  44. fiquei emocionado e muito triste com essa notícia. crimes de ódio tem que ser punidos. quando é que as pessoas vão parar de se importar com o que os outros gostam e começar a pensar em o que poderia fazê-las ter uma vida melhor?

  45. Haroldo Rebello Says:

    Lamentável a morte de Alexandre de 14 anos assassinado em São Gonçalo-RJ. Fazia parte do Grupo LGBT Atitude.

  46. Ao meu protesto por justiça ao Alexadre Ivo e outros que morreram covardemente pela ignorancia e atrazo de vida hetero, que a lei PL 122/06 possa ser decretada, pela minha guerra contra a sociedade podre.

  47. Mariano Odilon Says:

    Nossa que triste tudo isso. Espero que mãe dele encontre muita forca nessas horas. lamentável que neste país nada acontece.

  48. Gilberto Gouma Says:

    Todo homofóbico é necessariamente um homossexual com graves distúrbios de aceitação?

    O homofóbico busca agredir uma imagem /reflexo do que não admite existir dentro de si mesmo. Desamor, desatenção, frustração por não conseguir viver seu desejo, leva o homofóbico a se tornar um perverso. E o perverso é aquele que não conseguindo conviver com sua dor, quer impor a dor. O homofóbico quer impor o medo aos que ousam viver seu desejo sem medo.

    Gilberto Gouma

    • Homofóbicos não são necessariamente homossexuais com problemas de aceitação. Isso é uma visão limitada e que acaba por definir que todo homofóbico é na verdade um gay no armário e que, portanto, a homofobia não é algo do universo hetero. A homofobia é um medo de uma diferença específica, a homossexualidade. Medo que o contato com o outro, o diferente, fragilize a sua própria identidade. O outro não pode existir pq ele é uma ameaça ao que vc proclama. Do medo ao ódio.

      No mais, fica o pesar pelo garoto e tudo o mais que ela traz: a lentidão para se aprovarem puniçõs severas aos crimes de ódio por identidade sexual, a pouca politização dos eventos como as Paradas Gays e tantos outros exemplos muito bem colocados no texto do post.

  49. Aparecido Macedo Says:

    Espero que paguem pelo que fizeram.Não morreu um gay, mas sim um grande exemplo de pessoa
    que amava e só queria ser feliz, um herói.Um garoto sabido do que queria,um grande garoto.

  50. […] precisamos. Via Blog Homofobia – Já era! Arquivado em: Sem categoria […]

  51. francisco Says:

    O QUE ACONTECEU COM O DIREITO À ESCOLHA?! TODOS TEÊM O DIREITO A ESCOLHA, MAS PARECE QUE em meio a tanto ódio de muitos na populaçao e no mundo, o amor esta sendo esquecido…a midia agora so fala de pedofilia, tudo bem que isso deve ser visto pelas autoridades, mas estao esquecendo outros focos de criminalidades essa é a verdade.

  52. erica mendonça Says:

    (Luto) :( Alexandre, apesar de nós termos ficado distantes eu jamais esqueci de vc e jamais esquecerei daquela criança loirinha q eu apertava muito pegava direto no colo. Minha mãe lhe dava nescau e vc reclamava q naum aguentava mais…. Vc era especial e sempre vai estar em nossos corações!!! Vá em paz.

  53. meus sentimentos a familia do alexandre. quero deixar aqui meu desabafo tbm e dizer que: independentemente do motivo que levou esses monstrons a cometerem essa brutalidade, a sociedade e as autoridades nao devem se curvarem. pois ja passou da hora de se fazer justiça!!!!! eu sou homossexual, tenho muito orgulho de ser gay, e sei bem como e lidar com preconceito….

  54. Larissa Says:

    Realmente acho que a justiça deve ser feita. Cada um tem livre arbítrio para escolher oq realmente quer ser, sua opção sexual… Que Deus conforte o coração da família do Alê, e que o verdadeiro culpado apareça…

  55. Aroldo Says:

    Que esses assassinos paguem pelo que fizeram!
    Tirar a vida de uma pessoa assim, a troco de nada. Que a justiça seja feita.
    Ninguém tem o direito de tirar a vida de outra pessoa, ainda mais sem justa causa. Ser gay é só mais uma característica da pessoa, é a natureza da mesma, assim como voce nao escolhe nascer com olhos castanhos, nao se escolhe nascer gay. Chega dessas diferenças, dessas barbaridades, todos temos o direito de viver e ser felizes. Nao a HOMOFOBIA, ser gay é normal, agora preconceito, isso sim nao é normal!

  56. Vamos divulgar e cobrar das autoridades. Que os monstros paguem por seus atos.
    Que a família receba nosso abraço fraternal e nosso apoio.

  57. È isso aí, Meire! Mantenha este post aceso como uma pira sagrada em memória dos mártires gays.

  58. Que se faça justiça: senão a dos homens, que seja a divina…

  59. A morte de uma pessoa nunca pode ser considerada de totalmente inutil…ele deixou lembranças q jamais serão apagadas..
    talvez uma pessoa boa tenha que morrer para que o ser humano compreenda a sua condição e descubra o que une todos nós..Infelizmente um inocente pagou um preço alto demais para que nos possamos ver que a injustiça está entre nós…
    Mas nao podemos esqueçer de que Deus nos ama incondicionalmente.

  60. Jhonatan Siqueira Says:

    Eu era amigo dele e sofri muito por causa desse assassinato, pelo fato dele ter sido torturado por pessoas que viviam em nosso meio!

  61. jorge alexandre Says:

    E por essas e outras, que na religião do candomblé não fazemos qualquer tipo de discriminação…atravessamos fronteiras,e hoje somos um axé forte e continuamos na luta da liberdade do ser humano.Simplesmente um absurdo o que fizeram com esse ser “humano”,rezamos aos orixás para que esteja bem e com muita luz,e para a família justiça ! Babalorìsá Jorge ty Osumarè

  62. que o jovem tenha paz!
    que a justiça seja feita!
    que estes monstros fiquem trancados!
    minha maior tristeza de viver é ainda ter por perto criaturas pouco evoluídas como estes 3 criminosos

  63. ricardo Says:

    Já apareceram mais 5 pessoas que reconheceram os tres acusados de matar o jovem …

  64. Pow komaroff Says:

    sou amigoo de alexandre ivo,carinhosamente conheçido como(alêh.xuxu.rapa)
    não sei como tiveram coragem de tamanha brutalidade com uma pessoa tã calma.
    nóis amigos e familiares,estamos muito abalado ainda(claro).
    mais que a justiça seja feita.
    pois tbm não me procupo pois a justiça dos homens não me emporta muito.

    pois eu aguardo a justiça de DEUS!

    pois somente elle é capaz de mostrar o que realmente é o certo e o errado!!!

    (LUTO ETERNO)

  65. Junior Miller Says:

    Nossa quanta brutalidade!!!
    Chorei ao ver a reportagem, ao ler essa noticia!!!
    Quanta maldade….

  66. […] do PFLAG estadunidense. Já Angélica Ivo nunca chegou a saber se seu filho era homossexual. Ele foi assassinado em 21 de junho de 2010 aos 14 anos. O depoimento emocionado da mãe de Alexandre dimensiona um […]

  67. Andressa Says:

    Fiquei devastada ao saber desta historia. Estava no exterior por 2 anos e quando chego ao Brasil, vejo que apesar de um avanco na questao da Uniao Civil gay, ainda existe uma onda de absurdos como um tal regime teocratico e outras coisas assustadoras como nazismo (?) Gente, nao vamos ter medo! Mantenham seus celulares em maos, avisem a seus amigos sempre onde estao e qualquer ataque, gritem, mandem torpedos, pecam por socorro a alguem que podera fazer algo como chamar a policia. Vamos protestar! Estou disposta. Meu primo eh gay e quero o Brasil livre de homofobia.

  68. […] vejam-se as fontes da definição) e se manifesta por palavras, atos (agressões físicas) e até homicídios bárbaros. Em outras palavras, homofobia está para LGBTs como racismo para negros, machismo para mulheres, […]

  69. A sociedade tem que ficar de olho em deputados intolerantes, que apenas trabalham em malefício do país. Espero que nas próximas eleições o Alexandre esteja (v)ivo em nossas memórias.

  70. Thássilla Martins Says:

    Eu não conhecia Alexandre pessoalmente e nem com muita intimidade mas ele era e sempre será *um anjo em nossas vidas* .Um menino tão bom, não fazia mal algum a ser nenhum… policiais que são pagos para dar segurança e agora oque vemos? uma tragedia feita…. Oque restou: uma familia com uma grade perda, um sonho interronpido e um preconceito besta cometido a troco de nada! “A pessoa que amamos não morre, apenas vai pra um lugar melhor.”
    Alexandra Thomé Ivo Rajão s2 “forever”
    Nois sempre te amaremos, esteja aonde estiver ; você será eterno em nossos corações!
    Homofobia é crime. Alem de ser crime é um preconceito tão nojento e besta, todos nois somos iguais!

    Anjo que se “foi” mas sempre está em nossos corações!

    Tee amo, mesmo não sendo intima!
    Me conquistou de um jeitinho tão surpreendente e lindo, meigo, carinhoso….

  71. Dannyela Viieiira... Says:

    e eu aiinda siinto falta do meu amiigo 23/01/12

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: