à meia-luz : uma etnografia imprópria sobre clubes de sexo masculinos

Esta etnografia foi feita a partir de locais comerciais para encontros sexuais entre homens, notadamente clubes de sexo, na cidade de São Paulo, Brasil. O objetivo geral é o de trazer elementos empíricos para os debates sócio-antropológicos atuais em torno das sexualidades e erotismos “não-heterossexuais”, em contextos de segmentação de mercado. Além disso, dialogar com os debates contemporâneos acerca da relação entre “homossexualidades” e “masculinidades”. A escolha de clubes de sexo para homens como campo de investigação foi estratégica, pois permitiu articular 1) o processo de criação de novas segmentações no mercado de lazer sexual entre homens no Brasil com 2) a apropriação contextual de um processo que alude à valorização, incorporação e performatividade de estereótipos relacionados à virilidade nas relações afetivo-sexuais entre homens. Os leather sex clubs norte-americanos e europeus de meados dos anos 1960 a 1980 são aqui tomados como uma espécie de convenção, que migrou via mercado para outros contextos, a partir dos anos 1990. Uma aproximação para a compreensão deste processo no Brasil é dada a partir dos clubes de sexo duro de Madrid, na Espanha. Apresento a história dos clubes de sexo paulistanos a partir das entrevistas com seus donos e idealizadores, discutindo o contexto que tornou tais estabelecimentos possíveis, aliando segmentação de mercado às próprias trajetórias e escolhas eróticas dessas pessoas. Indago acerca dos sentidos que adquirem esses estabelecimentos para quem os usa e sobre como os freqüentadores interpretam as experiências neles vividas. Por fim, abordo o tema do controle, nos clubes, de práticas corporais tomadas como potencialmente descontroladas. Isso leva à questão: quais são os corpos que importam nesses locais? A análise sugere que essas experiências à meia-luz estão norteadas não apenas por marcadores sociais de diferença, mas também pela idéia do controle

Data da defesa: 26-04-2010
Orientador: Maria Filomena Gregori
Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Nível: Tese (doutorado)
UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

View this document on Scribd
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: